LAFUC © 2016. Criado com Wix.com

Próxima página >>

Dendropsophus rubicundulus (Reinhardt and Lütken, 1862) 

Nome popular : Perereca de Lagoa Santa

Biologia: É caracterizada por apresentar coloração dorsal esverdeada, duas faixas divergentes de coloração amarronzada iniciando da seção anterior da cabeça para a região sacral e duas faixas sacrais de mesma coloração e orientação se estendendo a região cloacal. Uma estreita faixa dorso lateral de coloração amarronzada bordeada por uma faixa de coloração mais clara que se inicia na parte posterior da órbita da córnea até a virilha. A largura da cabeça é igual ao comprimento, sendo aproximadamente 3.3 vezes o comprimento rostro-cloacal (Napoli e Caramaschi, 1999) 

Habitat e Ecologia: D. rubicundulus é uma espécie insetívora que utiliza poças permanentes ou temporárias, naturais ou artificiais em áreas abertas do bioma Cerrado, Caatinga e Chacos. É comum encontrar macho vocalizando em gramíneas e arbustos, próximos a poços em áreas antropizadas, apresentando tolerância a perturbações no ambiente. 

 

 

 

 

Distribuição: Espécie de ampla distribuição no Brasil central e associada ao bioma Cerrado (Frost, 2014).  É encontrada nos estado de Minas Gerais, nos municípios de Lagoa Santa, Uberlândia, Esmeraldas, Três Marias e Ribas do Rio Pardo, Goiás, nos municípios de Silvânia e Itapirapua, Tocantins, nos municípios de Formoso do Araguaia, Porto Nacional e Araguacema, Bahia, Mato Grosso, no Piauí, nos municípios de Piracuruca e Uruçuí, no Mato Grosso do Sul, em Bodoquena, e Ceará, no município de Granja (Napoli e Caramaschi, 2000; Annunziata et al, 2007; Silva et al, 2011, Frost, 2014, Uetanabaro et al, 2007).  

Ameaças: Taxon não ameaçado.

Figura 1: Distribuição da espécie no Distrito Federal.

Dendropsophus rubicundulus - AAG
00:00 / 00:00