LAFUC © 2016. Criado com Wix.com

Leptodactylus syphax Bokermann, 1969

Nome popular : Rã-das-pedras.

Biologia: Espécie de tamanho médio-grande e porte robusto, pertencente ao grupo pentadactylus (Heyer, 1972). A coloração dorsal varia do cinza, ao castanho-avermelhado e marrom-claro, formando um padrão distinto de ocelos negros, distribuídos regularmente, formando quadrados. Não possui pregas longitudinais no dorso do corpo, nem faixa vertebral, apenas glândulas dispersas. Aspecto geral do dorso liso. Membrana supratimpânica evidente. Focinho redondo e cabeça tão larga quanto longa. Durante o período reprodutivo machos adquirem de calos nupciais no polegar e região peitoral e hipertrofia nos braços. Ponta dos dedos são arredondadas, levemente inchadas. A região posterior dos braços, coxa e tíbia possui um padrão de barras transversais de cor preta e a presença de tubérculos de cor branca também nos flancos (Heyer, 1995; Heyer et al, 2010).     

Habitat e Ecologia: Espécie geralmente encontrada em afloramentos rochosos, próximos de riachos, poças e brejos temporários ou permanentes. Entretanto já foi encontrado utilizando outros ambientes, como cupinzeiros no Mata Grosso, e restingas no Espirito Santo. Existe registro da espécie utilizando bueiros como sitio reprodutivo em Corumbá e Campo Grande (Uetanabaro, 2008). Portanto, constituí uma espécie tolerante à modificações no ambiente.

Ameaças: Exploração madeireira, construção de reservatórios hidroelétricos, expansão das atividades agropecuárias e o fogo, constituem algumas ameaças as populações locais.

Distribuição: A espécie possui ampla distribuição geográfica, associada aos biomas Cerrado, Caatinga e Chacos. Ocorre desde a Bolívia e Paraguai à região Nordeste e sudeste do Brasil (Heyer et al, 2005; Andrade et al, 2011; Frost, 2014).  

 

Leptodactylus syphax - Carvalho D
00:00 / 00:00

Próxima página >>