LAFUC © 2016. Criado com Wix.com

Próxima página >>

Pseudopaludicola mystacalis (Cope, 1887)

Nome popular : Rãzinha-grilo.

Biologia: Espécie de tamanho pequeno para o gênero e pode ser distinguida de P. ameghini, por apresentar um tamanho corporal menor. Ademais, a espécie possui a pele do dorso lisa com apenas algumas verrugas achatadas, principalmente, na região inguinal, e coloração dorsal variando em tons de cinza e manchas marrons. Alguns indivíduos podem apresentar linha vertebral e linhas dorsolaterais de coloração bege. O focinho de P. mystacalis é obtuso ou pouco-acuminado em vista lateral. Região gular amarela nos machos e ventre branco imaculado. O dedos possuem franjas dérmicas vestigiais e as pontas são arredondadas. Tímpano e membrana supratimpânica ausentes (Lobo, 1996; Pansonato et al, 2013). 

Habitat e Ecologia: Espécie é encontrada em fisionomias abertas como Campos Sujos e Campos Rupestres em regiões de altitude do planalto central brasileiro, e em campos inundáveis em áreas de planícies. São terrestres e podem vocalizar durante o dia em áreas recobertas por gramíneas, sobre o solo ou folhas. A reprodução ocorre em pequenas poças de águas rasas e geralmente expostas (Uetanabaro, 2008; Pansonato, 2013). Pode não ser muito tolerante à severas modificações no ambiente.

Distribuição: Possivelmente a espécie do gênero com a mais ampla distribuição geográfica, ocorrendo desde a região Sudeste, Centro-Oeste e Sul do Brasil, além dos países Argentina, Paraguai, Bolívia e possivelmente no norte do Uruguai (Lobo, 1996; Frost, 2014).

 

Ameaças: Espécie não ameaçada, embora a exploração madeireira, construção de reservatórios hidroelétricos e fragmentação de habitat e atividades agropecuárias possam constituir ameaças a populações locais.

Figura 1: Distribuição da espécie no Distrito Federal.

Pseudopaludicola mystacalis - Fábio Maffei
00:00 / 00:00
Pseudopaludicola mystacalis