LAFUC © 2016. Criado com Wix.com

Próxima página >>

Pseudopaludicola saltica (Cope, 1887)

Nome popular : Rãzinha-saltadora.

Biologia: Espécie de tamanho médio para o gênero e pode ser diagnosticada das demais espécies por apresentar pernas posteriores mais longas e robustas. Linha vertebral está presente em 30% dos indivíduos e podem também apresentar manchas dorsolaterais de coloração bege-clara. A coloração dorsal pode variar de marrom-claro ao marrom-oliváceo com padrão de machas indistintas de coloração marrom-escuro presente também na região posterior da coxa, tíbia e pés. A focinho é acuminado em vista lateral. O dedos possuem franjas dérmicas vestigiais e as pontas são arredondadas. O tímpano e membranas supratimpânicas ausentes. 

Habitat e Ecologia: Espécie terrestre, diurna e noturna, e insetívora. Pode ser encontrada vocalizando no chão encharcado, ou sobre afloramentos de rochas, próximos a filetes de água. A desova é depositada sobre a vegetação aquática submersa e os girinos permanecem em valas de fundo de areia ou rochoso com fluxo contínuo de água (Eterovick e Sazima, 2004). Espécie pode apresentar algum grau de tolerância às modificações no habitat, uma vez que já foi observada utilizando áreas de pastagem.

Distribuição: Espécie associada ao bioma Cerrado. Ocorre na região Centro-Oeste e Sudeste brasileira nos estados do Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo, Tocantins, Goiás e Distrito Federal (Frost 2014).

 

Ameaças: Construção de reservatórios hidroelétricos e expansão das fronteiras agropecuárias, constituem algumas das ameaças para a espécie.

Figura 1: Distribuição da espécie no Distrito Federal.

Pseudopaludicola saltica - Carvalho D
00:00 / 00:00