LAFUC © 2016. Criado com Wix.com

Ololygon centralis Pombal and Bastos, 1996

Nome popular : Perereca-da-Mata.

Biologia: Possui coloração dorsal marrom e mancha interocular triangular com ápice voltado para baixo.  Faixa labial de cor branca interrompida por manchas marrom-escura e ponta do focinho esbranquiçada. Flancos de cor amarelada sobre fundo marrom-escuro. Ventre branco. Cabeça mais longa do que larga, focinho levemente aculminado em vista dorsal e protuberante em vista lateral. Tímpanos pequenos, aproximadamente o tamanho dos discos adesivos do terceiro dedo. Prega supratimpânica pouco desenvolvida. Braços delgados e antebraços robustos. Discos adesivos elípticos e desenvolvidos. Membranas digitais imperceptível nos dedos. Glândulas inguinais presentes e muito desenvolvidas. Pernas delgadas. Tíbia maior do que a coxa, sendo que a soma do comprimento da tíbia e coxa é maior do que o comprimento rostro-anal. Disco adesivos dos artelhos desenvolvidos e membrana interdigital presente. Superfície dorsal lisa com pequenos tubérculos esparsos na cabeça, principalmente sobre a pálpebra. Ventre granuloso.

Habitat e Ecologia: Espécie associada as Matas de Galeria do bioma Cerrado e reprodução prolongada. Utiliza os riachos e vegetação ripária ou poços, com constante troca de água, em áreas abertas ou próximas as Matas de Galeria. Desova submersa e aderida a vegetação marginal (Pombal e Bastos, 1996; Alcantara et al, 2007). Não apresente tolerância as severas modificações no habitat (IUCN, 2013).

 

Distribuição: Espécie de pequena distribuição, restrita a Bacia d Rio Paranaíba, conhecida somente para o Distrito Federal e Sudeste do estado do Goiás. No Estado do Goiás, já foi registrada nos município de Silvânia, Orizona, Campo Alegre de Goiás e Ipameri (Pombal e Bastos, 1996; Moura et al, 2010; Frost, 2014).

 

Ameaças: Exploração madeireira, construção de reservatórios hidroelétricos e fragmentação de habitat.

 

Ololygon centralis - Carvalho D
00:00 / 00:00

Figura 1: Distribuição da espécie no Distrito Federal.

Próxima página >>