LAFUC © 2016. Criado com Wix.com

Scinax rogerioi Pugliese, Baêta, and Pombal, 2009

Nome popular : Perereca.

Biologia: Espécie de Scinax de médio porte, corpo moderadamente robusto, pertencente ao grupo ruber (Faivovich et al, 2005). A coloração dorsal de fundo pode variar do amarelo esverdeado ao cinza esverdeado, com manchas ou faixas irregulares longitudinais de cor marrom, desde a cabeça até região inguinal. Presença de mancha interorbital de formato triangular. Região posterior da coxa apresentado variações de barras transversais e manchas irregulares de cor marrom. Tímpano menor que disco digital do terceiro dedo e membrana supratimpânica pouco desenvolvida. Braços esguios e pernas robustas. Membranas interdigitais ausentes nas mãos e visível nos artelhos. Discos digitais desenvolvidos. Dorso liso e ventre granular (Pugliese et al, 2009).  

Habitat e Ecologia: Espécie noturna associada à fitofisionomia de campo rupestre. Utiliza gramíneas e arbustos marginais de lagos temporários, situados em altitudes acima de 900 metros. Espécie pode não tolerar severas modificações no habitat (Pugliese et al, 2009).

Distribuição: Espécie associada às serras e chapadas do estado do Goiás e Minas Gerais. No Goiás ocorre na chapada dos Veadeiros, no munícipio de Alto Paraíso do Goiás. No Distrito Federal, foi registrada na Fazenda Água Limpa (FAL/UnB) (Pugliese et al, 2009).   

Ameaças: A explanação das fronteiras agropecuárias e fragmentação de habitats, constituem as principais ameaças para a espécie.

Etimologia: O nome é uma homenagem ao biólogo Rogério P. Bastos.

Figura 1: Distribuição da espécie no Distrito Federal.

Próxima página >>